1591632078754.png

Ciclo de Aulas Abertas

 

ARTISTAS NEGRAS

NA HISTÓRIA DA ARTE

O projeto @umtetoseu surgiu da vontade de falar sobre os espaços e, consequentemente, sobre os processos artísticos, principalmente de mulheres artistas. Dedicaremos este ciclo de aulas às artistas negras com a participação de outras artistas e pesquisadoras negras para aprofundar os assuntos abordados. Precisamos conhecer, falar e apoiar estas produções.

AULA 1 | 30 DE JUNHO ÀS 19H

ARTISTAS NEGRAS NA HISTÓRIA DA ARTE

"RENASCIMENTO DO HARLEM"

O  que foi esse movimento? Qual sua importância histórica?

 Como ele repercute na atualidade e nas produções contemporâneas?

 Conheceremos a vida e produção das principais artistas a partir de uma aula de História da Arte e, com a participação da artista visual e arte-educadora Andréa Hygino, vamos falar sobre o movimento e responder estas questões e outras a respeito do "Renascimento do Harlem".

Foi um movimento cultural que floresceu no Harlem, bairro de Nova Iorque no começo do século 20. O interesse dxs artistas e intelectuais deste movimento era "voltar às suas raízes".

Muito se fala dos homens deste movimento, deixando de lado a rica participação das mulheres, direta ou indiretamente. Desse modo, além da urgência de falarmos sobre o assunto temos que enfatizar a importância das mulheres para o movimento, para a cultura e para a sociedade.

QUANDO E ONDE

30 de Junho de 2020 às 19h pela plataforma Zoom.

Como nosso espaço é limitado as vagas são limitadas.

Inscreva-se e você será orientado sobre as próximas etapas.

 

CANCELAMENTO DO EVENTO

 

Caso o evento seja cancelado por motivo de força maior todos os inscritxs serão comunicados previamente e nova data será marcada.

 

DÚVIDAS: mande um direct aqui ou

escreva PARA MIM AQUI.

IMG-20200608-WA0012.jpg

ANDRÉA HYGINO

Andréa Hygino é arte-educadora e artista visual. Bacharela em Artes Visuais pelo Instituto de Artes da UERJ e mestra em Linguagens Visuais pelo Programa de Pós- graduação da Escola de Belas Artes (PPGAV-EBA-UFRJ). Atualmente, leciona desenho na Escola de Belas Artes da UFRJ e no Estúdio Belas Artes, na zona Norte do Rio.  Sua pesquisa artística, que estabelece contato com linguagens diversas (desenho, instalação, fotografia, performance), tem se desenvolvido com interesse especial pelo campo da gravura. A artista frequentou os ateliês gráficos do Parque Lage e participou do projeto de extensão universitária Experiências Indiciais no ateliê de gravura da UERJ.  Integrou as exposições coletivas Abre-alas 16, na galeria A Gentil Carioca; Esqueleto, no Paço Imperial (2019); 24ª Salão Anapolino de Arte, na Galeria Antônio Sibasolly (2019); Emergência dos Corpos, no CCJF (2018); Destraços, no Centro de Artes UFF (2018), entre outras.

2020-05-29%252003_edited.jpg

ISABEL CARVALHO

Historiadora da arte (UERJ), mestre em Estudos Contemporâneos das Artes (UFF). Atua como professora de História da Arte desde 2013 em instituições de cultura no Rio de Janeiro e Petrópolis, como SESC e Imperator (centro cultural de referência na cidade do Rio de Janeiro). Desenvolve trabalho como produtora de conteúdo de arte desde 2018, tendo participado da cobertura de duas Feiras de Arte internacionais. Recebeu o primeiro lugar no prêmio Evanildo Bechara de incentivo à ciência em 2012 com a pesquisa sobre os arquivamentos virtuais em práticas coletivas na arte (publicada no livro Fronteiras: arte, imagem, história. 1ed.Rio de Janeiro: Azougue editorial, 2014, v. , p. 191-200 de Sheila Cabo Geraldo) e convidada para apresentar sua pesquisa na 65a edição da SBPC (Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência). Vem elaborando conteúdo para o @umtetoseu desde outubro de 2019. Página destinada a refletir sobre arte contemporânea e processos artísticos, sobretudo das mulheres artistas.