aliceausren.jpg

CURSO ONLINE INÉDITO

O olhar público:
as artistas que
reinventaram a rua

de 19 de outubro a 9 de novembro

Mulheres artistas na história da arte

curso online

Conheça o nosso Curso Online (maratona!) que arrebatou o coração de mais de 600 alunas/os/es pelo mundo. É um curso completo que abrange a produção de artistas mulheres desde o século 16 (dando uma passada na antiguidade e idade média) até a contemporaneidade abarcando também produções para além da europeia e norte americana.

20211015_150718.jpg
20211015_104110.jpg

Nosso projeto surgiu da vontade de explorar as possibilidades dos espaços dentro da história da arte, principalmente daqueles ocupados pelas mulheres. E junto ao espaço estão relacionadas questões processuais e sociais da criação.
No momento em que vivemos, a noção espacial ocupa forma e dimensão muito maior. Se o fluxo "ateliê- museu" representou em outros tempos uma única via possível de ocupação espacial, estamos diante de uma expansão global, não apenas de obras e artistas que se movimentam incessantemente de um país a outro, mas de pontes reais e virtuais entre novos e imprescindíveis agentes da história da arte. Estamos construindo possíveis ocupações espaciais que não se limitam a fisicalidade do espaço, mas através do processo de troca e diálogo.

SOBRE MIM

Isabel Carvalho

20220804_144451.jpg

Historiadora da arte (UERJ), mestre em Estudos Contemporâneos das Artes (UFF). Atuo como professora de História da Arte desde 2013 em instituições de cultura no Rio de Janeiro e Petrópolis, como SESC e Imperator (centro cultural de referência na cidade do Rio de Janeiro). Desenvolvo trabalho como produtora de conteúdo de arte desde 2018, tendo participado da cobertura de duas Feiras de Arte internacionais.

Recebi o primeiro lugar no prêmio Evanildo Bechara de incentivo à ciência em 2012 com a pesquisa sobre os arquivamentos virtuais em práticas coletivas na arte e fui convidada para apresentar minha pesquisa na 65a edição da SBPC (Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência). Na pesquisa de mestrado investiguei as práticas artísticas e ateliês, propondo uma reflexão sobre seu romantismo e do artista como gênio solitário, abordando a necessidade e não-necessidade do ateliê a partir de processos de alguns artistas contemporâneos.

Investiguemos o trabalho de artistas e das pesquisadoras e teóricas mulheres, conectando-nos com seus legados. Revisemos o poder exercido pelas genealogias patriarcais sobre nós e valorizemos o conhecimento das mulheres.

~ Compromisso com a prática artística feminista, Nosotras Proponemos [Leia aqui]